10 de out de 2011 | 20:33 | 1 Comentários

Vim lhe trazer esta humilde usb


Elas são inteligentes, comunicativas, antenadas nos assuntos mais badalados da web e com um quad core novíssimo na cabeça fazem mil coisas ao mesmo tempo, sem precisar de um cooler adicional: São as GEEKS!

E quem já tentou conquistar uma delas sabe muito bem que o trabalho não é tão simples assim. Um ser muito específico, cheio de manias e vícios, peculiaridades que só outras geeks conseguem entender de verdade.

Mas, sapamores, nem tudo nessa vida está perdido! (posso ouvir uma amém? hehe) Como uma geek assumida, eu sei que muitas vezes é difícil para quem não pertence à cultura entender o “nosso mundo”. Por isso, reuni um grupo de geeks para batermos papo e, quem sabe assim, ajudarmos as noobs a conquistar aquela blogueira por quem tem babado há séculos!
Para começar a conversa, esclareço que nem sempre geeks ficam com geeks. Eu, particularmente, conheço poucos casos. Por isso, é natural que haja uma divergência de gostos, e a geek tem que estar preparada e disposta a vencer isso. É como disse a analista/desenvolvedora de sistema Ariadyne Oliveira, 22 anos: “As meninas que mais tentam me conquistar não são geeks, então sempre vão soltar um comentário ou outro em que eu vou colocar as mãos na cabeça e dizer ‘Oh, God!’ (risos). Mas, sou desencanada quanto a isso. Não são todas que se interessam pelos mesmos assuntos que eu.”

Mas, é claro que você noob também tem que fazer bem o seu papel.
Existem três posturas básicas que te trarão muitos pontos com sua geek amada:

Somando a linda web 2.0 é inevitável que elas estejam ativas em várias redes sociais (Twitter e Facebook são obrigatórios) e que também passem um bom tempo blogueando. Logo, esse é um dos primeiros passos para conquistar uma geek: Arrume um @QualquerCoisa pra você, imediatamente!

Muito mais fácil encontrar sua menina twitando do que fazê-la sair de casa para ir andar de bicicleta.
Não que você tenha que ser uma programadora JAVA ou uma viciada em TBBT para conseguir conversar com sua geek, mas não custa nada dar um zap no Google e conhecer um pouco do que ela gosta, porque tenho certeza que ela vai passar mais de 70% do tempo dela falando de tecnologia. E você vai ficar só olhando?

Olhe o que disse a Viviane Ortenzi, Game designer, 22 anos: “É muito difícil se relacionar com alguém que não sabe nada da área que o outro mais se envolve e nem procura saber… Isso é fim de relacionamento!” Mas tome cuidado com os excessos: “eu acho que um pecado que se comete tentando conquistar uma geek é querer levar proveito em algo que ele não sabe, fingir que sabe do assunto e não saber nada!” comentou a Karen Wojtowicz, 24 anos, dona da@nomeucloset.

Não estou dizendo que geeks são individualistas, muito menos que são depressivas, mas se você não entender a importância que ela dá ao videogame, aos livros, seriados e, principalmente, a internet… apenas respeite esse espaço. Garanto que é muito importante!
Agora, se você não conhece uma geek que já encantou seu coração, deve estar imaginando que essas mulheres não têm graça e são complicadas demais. Sobre ser complicada eu até admito em alguns momentos (hehe), mas de sem graça elas não tem nenhum byte!

Um bom exemplo é a Jade Raymond (ai meu coração!).

Ela já foi programadora da Sony, produtora do The Sims OnLine, produtora do Assassin’s Creed pela Ubisoft Montreal e em 2009 foi nomeada presidente da Ubisoft de Toronto.

Espera! Esqueci de um detalhe: ela é linda e incrivelmente simpática! (ta, já vi milhares de workshops dela pela internet hehe, assumo.)
Jade Raymond: 25% Chinesa, 25% Australiana, 50% Canadense e 100% geek.

Mas todas, geeks ou não, temos que combinar que em qualquer relação – seja ela de amizade, pegação, namoro ou casamento – tudo é uma troca! Não basta só a menina entrar no mundo geek e se perder no meio de tanta fibra ótica, as geeks também precisam ceder!

É, mulheres! Ver novela, usar o Orkut (ai meu Deus! hehe), andar de bicicleta e acreditem… sair um pouco da internet! Afinal, toda mulher merece carinho e paparicos, e se a sua não for geek tenho certeza que ela vai querer mais que um #TeAmo na timeline, que ela só vê uma vez por mês (hehe).

Num resumo, as geeks não são de outro mundo, tampouco as noobs. Basta uma pesquisa rápida no Google e um pouco de paciência. Tenho certeza que você consegue rotear essa geek linda com um IP fixo só pra você!

Mas fica a dica: garanto que se a Dona Florinda fosse geek o Professor Girafales teria que trocar as flores pelo menos por uma USB de 12GB pra, quem sabe, ganhar um abraço! (brincadeira)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...